O impacto do design nos negócios


Evento discutiu o tema com players do mercado


Articles

são paulo - sp 13 ago 2019 palestra de leonardo massareli, cco da questtonó, no evento inovar é preciso na sede da questtonó, no bairro pompeia, em são paulo. crédito joyce cury

Como consultoria de inovação e design atenta às mudanças dos novos tempos, entendemos que tudo deve estar em constante revisão. Isso porque o padrão competitivo do mercado, diante da complexidade e velocidade atuais, jamais será algo permanente. Uma das maneiras de se manter atualizado é por meio do diálogo e da colaboração.

Inovar é preciso: o impacto da inovação pelo design na nova economia

Em parceria com a Gávea Investimentos, trouxemos para o nosso escritório  em São Paulo grandes nomes para refletir, em um evento cheio de conteúdo, sobre como a inovação orientada pelo pensamento de design está impactando positivamente os negócios.

Durante a manhã do dia 13 de agosto, Fábio Barbosa, membro do Conselho da Fundação das Nações Unidas e sócio-conselheiro na Gávea Investimentos, Armínio Fraga, economista, ex-presidente do Banco Central e sócio-fundador da Gávea Investimentos, Ricardo Botelho, CEO da Energisa, Geraldo Thomaz, CEO da VTEX, Leo Massarelli, sócio e diretor criativo da Questtonó e Mario Fioretti, diretor de projetos da Questtonó e ex- diretor de inovação da Whirpool para a América Latina apresentaram para 80 pessoas suas perspectivas sobre inovação em torno do cenário atual do Brasil. Por meio dos aprendizados com os desafios de suas empresas, compartilharam diretrizes que podem ajudar a transformar o presente e construir um novo futuro, mais positivo e sustentável para seus negócios.

O evento começou com a apresentação de Fábio Barbosa sobre o Brasil 2.0: os desafios e oportunidades do futuro.

“Para serem competitivas, as empresas terão que ter foco no resultado e no propósito. Não é mais o business pelo business, é preciso estar conectado com a sociedade, com os anseios e necessidades das pessoas”, afirmou Fábio.

Na sequência, Leo Massarelli e Mario Fioretti apresentaram suas perspectivas sobre como o design, que coloca a perspectiva do usuário no centro para chegar a soluções criativas, é a ferramenta estratégica pela qual empresas em todo o mundo vêm potencializando seus resultados.

“A barra do mercado, da competitividade, está subindo cada vez mais. Por isso é importante entender as expectativas e necessidades das pessoas e assim entregar experiências com significado. As design-driven companies já entenderam que o design vai muito além da estética. É um modelo de pensamento que tem alto poder de transformação e geração de resultados”, disse Leo Massarelli.

A inovação passa pela gestão da experiência do consumidor

As grandes corporações têm percebido cada vez mais o valor estratégico do design, e que inovar é urgente para sustentar seu crescimento a longo prazo. Não importa qual seja o seu negócio, é preciso gerar real valor para os seus clientes, com um grau de autenticidade capaz de diferenciar sua entrega.

Dando sequência à discussão, Ricardo Botelho e Geraldo Thomaz participaram do bate-papo moderado Insurgentes X Incumbentes. Eles abordaram os desafios e conquistas da Energisa, empresa do segmento de energia elétrica e da VTEX, hoje uma das maiores empresas de tecnologia do país.

Cliente da Questtonó, a Energisa está ressignificando sua relação com os consumidores em diversas regiões do país por meio do design e da transformação digital. Com todos os desafios que envolvem o setor, a empresa quis sair na frente desse movimento e, antes de tudo, entender melhor o cliente.

Para mapear a jornada do consumidor no pagamento da conta de luz, propusemos à Energisa uma grande pesquisa, que rodou por diversas regiões do Brasil. Esses insights acabaram se desdobrando em uma estratégia de digitalização e em inúmeras soluções que impactam toda a lógica de pensar e fazer negócio da empresa e geram uma nova experiência para o consumidor.

“A Energisa quer ser mais do que uma utility. Queremos ser uma plataforma de serviços energéticos, com outros referenciais de concorrência, que vão além do setor de energia. Junto à Questtonó, tivemos a humildade de admitir que não conhecíamos bem o nosso cliente em um nível mais profundo. Tem cliente que está lá em Sapezal (MT), numa lotérica com fila na porta, enfrentando um calor de 45 graus, para pagar a conta de luz depois de andar 50km. Decidimos mapear a jornada de pagamento do cliente, desde o momento em que ele recebe a fatura até o momento de pagar a conta, para poder oferecer uma experiência melhor. A transformação digital vai permitir que a gente consiga prover serviços e soluções cada vez mais avançadas”, completou Ricardo Botelho.

Encerramos o dia atentos às impressões de Armínio Fraga sobre o cenário macroeconômico do Brasil: “De alguma maneira, existe um enorme potencial de transformação aqui que deve ser levado para outras esferas. O Brasil tem um potencial enorme para crescer, mas estamos em meio a diversas crises: de valores, política e econômica. Então a reflexão que eu gostaria de propor é que quem puder se engajar, se engaje. Do seu jeito, de alguma maneira, isso pode transformar a realidade no futuro.”

Se quiser saber mais sobre como podemos ajudar a sua empresa a inovar com foco no cliente, entre em contato pelo info.sp@questtono.com.br.

palestra de leonardo massareli, cco da questtonó, no evento inovar é preciso na sede da questtonó, no bairro pompeia, em são paulo. crédito joyce cury
sp 13 ago 2019 leonardo damião, da gávea investimentos, no evento inovar é preciso na sede da questtonó, no bairro pompeia, em são paulo. crédito joyce cury